Volatilidade do mercado: a importância do perfil do investidor em uma estratégia de investimentos – Se Liga Cidadão

Quando se fala em investimentos, um dos aspectos mais comuns a esse universo é a volatilidade do mercado. Por isso, os investidores devem estar preparados para lidar com ela. Embora existam diversas estratégias que possam ser adotadas para manejar essa questão da melhor forma possível, uma das principais é ter o seu perfil de investidor bem definido, conforme analisaremos mais a fundo neste artigo.

O que é a volatilidade do mercado?

Esse termo é muito utilizado pelos investidores e está atrelado à ideia de variação de preço dos ativos, ou seja, quanto maior for essa movimentação, mais alta será a volatilidade. Dessa forma, cada investidor levará em conta as suas necessidades pessoais no momento de optar por ativos com alta volatilidade ou não.

A análise da volatilidade dos investimentos é algo que deve ser feito com cuidado e de preferência consultando profissionais da área. No entanto, ao definir um perfil de investidor, um indivíduo já pode começar a avaliar qual é o nível de volatilidade que ele deseja em seus investimentos.

Por que é importante que o investidor entenda qual é o seu perfil?

Uma das estratégias que devem ser adotadas para lidar melhor com a volatilidade do mercado é que o investidor entenda exatamente qual é o seu perfil. Isso porque cada um pode adotar a postura que for mais conveniente para si, seja ela arrojada, moderada ou conservadora. Existe um investimento certo para cada perfil, e isso ajuda também a definir o nível de volatilidade que cada um deseja obter nos seus ativos.

Volatilidade do mercado: a importância do perfil do investidor em uma estratégia de investimentos
Volatilidade do mercado: a importância do perfil do investidor em uma estratégia de investimentos

Para quem tem um perfil mais arrojado, por exemplo, o Mercado Cambial é uma opção para investimentos. Ele é também conhecido como Forex, sigla para Foreign Exchange Market, e trata-se da negociação de diferentes moedas, o que costuma incluir também criptomoedas. Para se tornar um Forex trader, ou seja, um investidor nesse tipo de mercado, é importante que cada um encontre a plataforma que atenda melhor às suas necessidades e que ofereça uma boa formação nessa área, independentemente do nível de experiência no ramo. Com a alta recente das moedas digitais, como o Bitcoin, que chegou a subir cerca de 10% no mês de novembro, esse mercado tem estado cada vez mais atraente.

Quem possui um perfil mais conservador, ou seja, que prefere não obter um lucro tão grande e que não deseja correr riscos, pode optar pelo investimento em renda fixa, que significa basicamente o empréstimo de dinheiro a alguém por meio de uma instituição financeira. Isso pode resultar na aplicação de dinheiro em Títulos Públicos, que é o empréstimo de determinado montante para o governo, em CDBs (Certificados de Depósitos Bancários), que é um meio pelo qual o banco empresta dinheiro dos indivíduos, e em debêntures, que são os títulos de créditos emitidos por empresas, como aconteceu em 2017 com a Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais), que emitiu debêntures para fazer investimentos em saneamento básico.

Já os investidores com perfil moderado, ou seja, os que se situam entre os conservadores e os arrojados, costumam equilibrar suas carteiras de investimentos com ativos de alta volatilidade e ativos que oferecem menos risco. Dessa forma, situam-se no meio termo entre os dois perfis.

É preciso lembrar também que cenários de volatilidade dos mercados podem estar relacionados com fatores macroeconômicos, como, por exemplo, a diminuição dos investimentos no Brasil nos últimos anos, que recuou 2,2% ao ano. Por isso, é sempre importante também estar atento às notícias que podem afetar os diferentes cenários financeiros.

Embora seja possível enumerar uma série de estratégias que podem ser traçadas para lidar com a volatilidade do mercado, ter um perfil de investidor bem definido continua sendo uma das principais formas de se relacionar melhor com os ativos e de entender a melhor maneira de agir em diferentes situações.

Fonte: www.brasil247.com

 

Se Liga Cidadão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *