Vacinação pode virar obrigatória nos finais de semana e feriados; Jayme reclama da logística em MT

Jayme Campos afirmou que em MT vacinação é interrompido nos fins de semana prejudicando moradores que moram em locais distantes

O Senado aprovou nessa terça-feira (27.04) um projeto de lei que obriga os postos de vacinação a funcionarem todos os dias da semana, inclusive em fins de semana e feriados. O projeto segue para análise da Câmara dos Deputados.

O autor do projeto, senador Chico Rodrigues (DEM/RR), justificou que é necessário a ampliação dos dias de vacinação para reduzir as aglomerações e o tempo de espera.

“O vírus da Covid não descansa, não tira férias. Se considerarmos quatro finais de semana, ou seja, oito dias de aplicação, e mais um ou dois feriados por mês, nacionais ou nos municípios, nós teremos condições de ampliar para mais de 5 milhões de vacinas aplicadas. O que a gente tem verificado hoje? É que uma média de 20 a 30% das vacinas não acompanham o período de entrega e aplicação. Hoje os Estados levam, em média, 17 a 8 dias para aplicar a vacina, desde o recebimento”, declarou o parlamentar.

Na sessão, o senador Jayme Campos (DEM) disse que em Mato Grosso, por exemplo, a vacinação é interrompida nos finais de semana e no período de noturno, fazendo com que muitas pessoas retornem para suas casas sem serem imunizadas, sendo que alguns moram distante do município.

“Não podemos continuar  com uma demora sem procedência. Eu venho de um Estado de dimensão continental, gigantesco, e o que se percebe, muitas vezes, é que interrompem a vacinação nos fins de semana, no horário noturno e muitas pessoas têm que retornar, alguns moram distante do município, o sujeito mora na roça. Imagina a dificuldade que nós estamos tendo até na questão de logística”, disse o senador.

Fonte: vgnoticias

Leia Mais:

vacina já - sisma-mt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *