Toda empresa deve virar uma empresa de tecnologia

 (iStockphoto/iStockphoto)

Inteligência artificial, internet das coisas, máquinas autônomas, blockchain, realidade virtual e conexão 5G já são realidade e suas aplicações deverão crescer muito ainda nos próximos anos. Será que as chamadas tecnologias exponenciais irão eliminar empresas que não sejam “de tecnologia”?

Essa é a provocação que o autor Steve Brown do livro Innovation Ultimatum faz aos seus leitores. A velha frase inove ou morra está mais atual do que nunca. Essas tecnologias emergentes irão permitir que empreendedores e intraempreendedores inovadores do mundo tudo transforme setores e promovam avanços incríveis do ponto de vista dos negócios. Por outro lado, aqueles que não abraçarem essa nova realidade enfrentarão grandes desafios de competitividade.

Ignorar essas tecnologias poderá custar caro para muitos negócios. Importante aprender sobre elas, dimensionar seus impactos no setor, verificar as possibilidades e iniciar a transformação visando construir o futuro. Esse futuro, muitas vezes, não será fácil de ser construído, porém muito necessário para a sobrevivência do negócio. Dois efeitos importantes serão observados: automação e aumento de capacidades.

A automação irá trazer velocidade aos processos, aumentar a qualidade e reduzir muitos custos hoje existentes. Já o aumento de capacidade trata de elevar as competências humanas combinando a máquina com a inteligência humana. As tecnologias criarão a ponte entre o físico e o digital como nunca antes foi possível, por isso vale conhecer cada uma delas:

  • Inteligência artificial

O termo foi cunhado ainda na década de 50 do século passado e hoje já é uma realidade em nosso cotidiano. Quando recebemos recomendações de compras em um e-commerce, nossos e-mails são direcionados automaticamente para a caixa de spam, a rede social recomenda novos amigos ou conteúdos que possam lhe interessar, nosso telefone reconhece a nossa face para liberar acesso, sistemas de reconhecimento de voz que geram legendas automaticamente, etc… estamos lidando com sistemas inteligentes que foram programados para replicar habilidades e inteligência humanas com grande eficiência.

Hoje, a maioria dos sistemas usa a técnica chamada de machine learning (aprendizado de máquina) que utiliza exemplos e inputs para treinar e refinar os dados, tornando os sistemas e outputs cada vez melhores.

Essa maravilhosa tecnologia pode ser empregada em vários contextos e indústrias para explorar e descobrir, melhorar a tomada de decisão, prever comportamentos futuros, resolver problemas complexos, processar imagens e voz, além de criar novos conteúdos.

  • Internet das coisas (IoT)

Até pouco tempo atrás, a implementação do conceito da internet das coisas estava limitado por questões relacionadas à custo, desempenho e estrutura. Hoje, temos a combinação de sensores baratos, poder computacional a baixo custo, conectividade, armazenagem em nuvem e baterias compactas de alto desempenho que permitem o avanço da adoção das aplicações com IoT. A ideia central da tecnologia é conectar objetos, máquinas, infraestrutura e até nossos corpos através de sensores ligados a tecnologia inteligente de processamento. Algumas aplicações dessa tecnologia já estão na nossa vida diariamente como relógios inteligentes e outros wearables, termostatos inteligentes, sinais de trânsito inteligentes, elevadores e motores monitorados, etc…

Em 10 anos, estima-se que para cada pessoa no mundo haverá 12 mil sensores! Cidades inteligentes, fábricas, serviços e a agricultura serão transformadas pelo uso massivo de sensores.

  • Máquinas autônomas

Robôs, drones e veículos autônomos até pouco tempo atrás eram coisa de filme de ficção científica entretanto já são realidade e prometem avançar muito mais na próxima década. Hoje, robôs estão sendo incorporados massivamente em linhas de produção em indústria, drones utilizados em operações militares e para pulverizar em plantações e veículos autônomos realizam a colheita em grandes fazendas sob a supervisão de humanos.

Além da agricultura, indústria em geral e aplicações militares, as máquinas autônomas irão realizar tarefas hoje realizadas por humanos com grande eficiência como segurança, transporte, combate a incêndios, manutenção em áreas difícil acesso, construção civil, etc… Elas poderão substituir atividades perigosas, repetitivas e de alto esforço com grande eficiência.

  • Blockchain

A tecnologia do blockchain ficou famosa no mundo todo por sua aplicação nas criptomoedas, como o Bitcoin, mas seu potencial vai muito além de somente essa aplicação. O blockchain promete reduzir custos de transação, melhorar rastreabilidade, dar segurança e transparência para diversas aplicações que podem ser estruturadas usando a tecnologia. Os setores mais óbvios dessa transformação são o financeiro, saúde, logística, imobiliário e até mesmo a forma como eleições são realizadas. Ele pode registrar o histórico de saúde de uma população, manifestos de frete, transações financeiras, contratos inteligentes, certidões e uma infinidade de outras possibilidades.

De forma bem resumida, o blockchain é uma lógica de banco de dados para armazenagem de informação. Algumas características a tornam especial como a descentralização, distribuição dos dados e imutabilidade, ou seja, uma vez colocada a informação lá, não pode ser alterada. Isso traz uma ideia de confiabilidade em um mundo de desconfiança, tornando-a bastante atrativa para o desenvolvimento de novas aplicações.

  • Realidade virtual, aumentada e mista

Essa tecnologia muda a forma como podemos interagir com o mundo digital. Ela cria a ponte entre o físico e o digital, permitindo que possamos cruzar para o lado do digital. A realidade aumentada será o novo display de informações, permitindo visualizar dados e interações antes inimagináveis. A realidade virtual será a ligação imersiva com experiências de aprendizado, lazer e trabalho.

Essa tecnologia já tem sido aplicada no setor da saúde para tratamento de stress, ansiedade, fobias, reabilitação de pacientes com doenças crônicas e muitas outras situações. Na educação também tem sido utilizada para criar simulações para formar pilotos, médicos, atletas e trabalhadores de praticamente qualquer setor.

Uma das suas principais qualidades também é uma das suas limitações para aplicações no meio empresarial até então: quando o usuário está imerso no mundo digital, muitas vezes está desconectado do mundo físico/real. Essa questão está sendo resolvida através de uma abordagem hibrida para combinar a máquina e o humano, permitindo a utilização para aumentar produtividade, melhorar a qualidade e velocidade de tomada de decisão no dia a dia do usuário.

  • Conexão 5G

O 5G é uma tecnologia de conexão de rede móvel de telecomunicações. Ela traz mais velocidade na transmissão de dados, economia de energia que irá melhorar a vida útil das baterias, capacidade de conexão simultânea, maior estabilidade e menor latência na conexão. Todos esses benefícios somados criam novas possibilidades de experiência de usuários e também vai viabilizar mais aplicações usando o conceito de internet das coisas.

Cidades inteligentes e conectadas dependem de fluxo massivo de dados que será possível com a tecnologia. A chamada indústria 4.0, com máquinas conectadas transmitindo dados também será alavancada com a tecnologia 5G.

Especialistas apontam que as novas grandes oportunidades e manutenção da competividade das atuais passarão por dominar algumas ou todas essas tecnologias. Adaptação e preparação para a mudança são as palavras chave para lidar com essas transformações. De fato, os impactos e possibilidades que essas 6 tecnologias trazem parecem ser muito importantes para qualquer gestor ou liderança das nossas empresas não se preocupar com essa revolução. Ao que parece, independente do setor que nossa empresa atua, ela também vai ter que ser uma empresa de tecnologia.

Felipe Ost Scherer

Fonte: exame

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *