Saúde: Comissão verifica condições estruturais da Ouvidoria do Conselho

Saúde: Comissão verifica condições estruturais da Ouvidoria do Conselho

Comissão formada por membros do Conselho Estadual de Saúde de Mato Grosso, Ouvidora Geral, Superintendência de Obras, Reformas e Manutenção (SUPO), Superintendência de Gestão de Pessoas (SGP), Superintendência de Tecnologia da Informação (STI) da SES/MT e Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde realizaram na manhã desta terça-feira (25.05), visita à Ouvidoria Geral do CES/MT para verificar dificuldades estruturais do setor.

Um quadro de precariedade foi apontado pela Mesa Diretora e Ouvidora do CES/MT em reunião com a Comissão Especial de Recursos Humanos e Saúde do Trabalhador e representantes da gestão da SES/MT no último dia 20 de maio. Situações como espaço físico inadequado, equipamentos obsoletos e falta de uma comunicação eficiente com a população / usuários do SUS foram alguns dos aspectos apontados.

Após a visita, a comissão reuniu-se para discutir acerca dos encaminhamentos necessários para reestruturação da Ouvidoria Geral do Conselho. Os representantes da Gestão da SES/MT (STI, SGP e SUPO) informaram que irão detalhar os problemas identificados às respectivas secretarias adjuntas para alinhar o que será possível ajustar para garantir a continuidade dos trabalhos da ouvidoria.

A Ouvidora Geral do CES/MT, Edna Carvalho informa que existem notificações de órgãos de controle externo (Ministério Público, Tribunal de Contas e Tribunal de Justiça), solicitando que sejam sanadas as desconformidades verificadas no setor. “Todas as notificações estão com prazos expirados e estão relacionadas à estrutura, materiais, equipamentos e pessoal”, afirma.

A conselheira Carmen Machado, Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (SISMA/MT), evidencia uma contradição no cenário apresentado. “Como o Governo pode falar em uma 3ª onda de Covid-19 no Estado e permitir a aglomeração de trabalhadores em plena unidade central da SES/MT. Trata-se no mínimo de incoerência e falta de cuidado com o servidor do SUS.”

O conselheiro Pedro Reis, membro da Comissão Especial Permanente de Recursos Humanos e Saúde do Trabalhador do CES/MT, esclarece uma dificuldade apresentada durante a reunião: “O que ocorre é que o Controle Social do SUS no Estado de Mato Grosso não possui autonomia para execução de suas ações. Apesar de aprovadas e homologadas pelo pleno do Conselho Estadual, as resoluções nem sempre são cumpridas”, destaca.

Os alinhamentos serão apresentados na próxima reunião ordinária do Conselho Estadual de Saúde, agendada para a próxima semana (02.06), às 14h.

Por: Maurílio Mederix_Assessoria de Comunicação CES MT

Você pode fazer o Site Espia Aqui ser cada vez melhor.Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado, forte e independente, pois não existe democracia sem uma imprensa livre! Apoie agora

Fonte: espiaaqui

Leia Mais:

vacina já - sisma-mt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *