Relator da reforma do IR no Senado, Angelo Coronel (PSD-BA).| Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O relator da reforma do Imposto de Renda, senador Angelo Coronel (PSD-BA), afirmou nesta sexta-feira (3) que o projeto será arquivado. Ele defende a criação de uma nova proposta sobre o tema e considera que o único trecho com chance de ser apreciado são as regras de taxação para pessoas físicas. Em setembro, o governo encaminhou a reforma do IR à Câmara. O texto foi aprovado em regime de urgência pelos deputados, mas enfrenta resistência no Senado. A informação foi divulgada pela Folha de S. Paulo.

“Esse projeto não será somente arquivado, ele tem que ser extinto e que se nasça um novo projeto, com mais base, com mais conteúdo, um projeto bem debatido. Um projeto que venha realmente, eu não sei se agradar 100% do povo brasileiro, mas pelo menos que a grande maioria abrace”, disse Coronel durante evento promovido pela Associação Comercial de São Paulo. O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje que “não é um ato de inteligência sabotar a reforma do Imposto de Renda”. No entanto, para o relator, o texto “não tem a menor condição de ser aproveitado”.

“O Paulo Guedes me criticou, disse que eu não entendia do projeto, mas eu acho que ele deve ter se equivocado. Pelo que eu estou vendo aí, ele é que não entende do projeto, porque o projeto conseguiu desagradar todo o mundo corporativo. É capaz de o próprio Paulo Guedes, quando ler o projeto, também ser contrário”, ressaltou Coronel.

Fonte: gazeta do povo