Psicólogos de MT apresentam demandas da categoria ao deputado Emanuelzinho Pinheiro

Psicólogos de MT apresentam demandas da categoria ao deputado Emanuelzinho Pinheiro

Da Redação Assessoria de Comunicação

A Comissão Executiva da Associação dos Psicólogos do Estado de Mato Grosso (ASSPSI/MT), reuniram sexta-feira (07) com o Deputado Federal Emanuel Pinheiro Neto, conhecido no Estado de Mato Grosso como Deputado Federal Emanuelzinho, empenhados os representantes da categoria dos psicólogos, não vem medindo esforços com o objetivo de buscar aporte político relacionados as demandas da classe.

Participaram da audiência os psicólogos Analinda Siqueira, Fernanda Jesus, Júlio Nunes e Otavio Caldas, parte dos membros da Comissão Executiva da entidade.

Na audiência a Comissão mencionou que a categoria necessita do apoiamento do parlamentar, diante das dificuldades enfrentadas pelos psicólogos, no momento as prioridades são: A necessidade da regulamentação federal acerca do Piso Salarial, jornada de Trabalho em território nacional, vacinação contra o Covid e, por que ocorreu a exclusão dos profissionais no Processo Seletivo para hospitais de MT, promovido pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), no Processo de Seleção Simplificada nº 001/2021, que visa à contratação emergencial e temporária de 278 profissionais para oito hospitais estaduais que realizam o tratamento da Covid-19.

As proposituras visam dar melhores condições de trabalho a categoria, que vem laborando a mais de meio século, com a complexidade do nosso trabalho, que é lidar com a saúde mental das problemáticas comportamentais da população brasileira.   Foram enfáticos em seus pedidos, pontuando que o piso salarial é conhecido na legislação ordinária como salário mínimo profissional, conforme o Doutrinador Maurício Godinho Delgado, é fixado por lei, sendo deferido a profissional cujo ofício seja regulamentado também por diploma legal. São exemplos expressivos de salário mínimo profissional os estipulados para médicos (Lei nº 3.999, de 1961; OJ 53, SDI/TST) e para engenheiros (Lei nº 4.950-A, de 1966; OJ 30, SDI/TST), além de outros profissionais que tenham diploma legal regulamentador específico.

A redação do site jornalístico entrou em contato com um dos membros da Comissão Executiva e, nos posicionou que irão tomar diversas iniciativas, como buscar diálogo também com parlamentares, para fazer um contraponto as pautas mais urgentes da categoria, que no primeiro momento é dar melhores condições de trabalho, oportunidades e empoderamento, principalmente no atual cenário do coronavírus (COVID-19), se preocupando com o sofrimento psicológico que é lidar com a saúde mental, em tempos atípicos como da pandemia. Nesse sentido, o profissional de psicologia consegue desenvolver diversas funções essenciais para ajudar as pessoas em tempos tão difíceis como este que estamos presenciando em nossa sociedade.

Assista os vídeos com os encaminhamentos da categoria dos psicologos e a fala do deputado federal Amanuelzinho Pinheiro, que se com prometeu a fazer os ecaminhamentos políticos para assegurar os direitos reclamados pelos profissionais

Fonte: espiaaqui

Leia Mais:

vacina já - sisma-mt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *