Projeto deve isentar servidores aposentados com doenças raras

Após o veto à PLC nº 36/2020 o governador Mauro Mendes decidiu encaminhar um novo projeto relacionado à alíquota de contribuição previdenciária dos servidores. A proposta é isentar do pagamento dos 14%, os aposentados que tenham doenças raras.  O anúncio foi feito depois de uma reunião com deputados estaduais, nesta sexta-feira (26.02).

“Essa é mais uma luta, articulada também pelo SISMA junto aos deputados. Desde a sensibilização para a aprovação e depois para a derrubada do veto do governador no Projeto de Lei nº 36, havia essa movimentação conseguir uma nova proposta, no intuito de diminuir as perdas que os servidores públicos vêm sofrendo, desde a primeira etapa da Reforma da Previdência Estadual”, comentou a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (SISMA/MT), Carmen Machado.

De acordo com a informação do Palácio Paiaguás, a proposição ainda não foi finalizada e será aprimorada com o auxílio da Assembleia Legislativa, e o projeto será encaminhado nos próximos dias.

Na reunião desta sexta-feira, participaram o chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, o presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi, e os deputados estaduais Eduardo Botelho, Dr. Eugênio, Dr. Gimenez e Valmir Moretto. Também participaram da articulação do novo projeto os deputados Paulo Araújo, Xuxu Dal Molin, Janaina Riva, Elizeu Nascimento, Nininho, Sebastião Resende, Silvio Fávero, Dr. João, Wilson Santos, Romoldo Júnior, Dilmar Dal Bosco, Thiago Silva, Carlos Avalone, Allan Kardec e Faissal Kalil.

Por: Yva.com.vc/ Assessoria de Imprensa/ SISMA/MT

 

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *