Professor do Insper desmente comunicado do Ministério da Saúde

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, general da ativa Eduardo Pazuello. Foto: Reprodução/Agência Brasil

Ministério da Saúde, o Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, não só admitiu que recebeu a carta do CEO da Pfizer oferecendo vacinas contra a covid-19 para o país, como listou diversas razões para a negativa em meio a uma pandemia que já matou mais de 200 pessoas no Brasil.

A partir da divulgação de tal comunicado, Thomas Conti, doutor em economia e professor do Insper, destrinchou a nota oficial divulgada pelas autoridades e evidencia as mentiras contadas pela equipe do presidente Jair Bolsonaro e do Ministro da Saúde, o general da ativa Eduardo Pazuello. Veja a íntegra da nota clicando aqui.

Entre os pontos destacados no comunicado, está a alegação de que o governo não fechou acordo com a Pfizer-BioNTech por ter fechado acordo antecipadamente com o Instituto Butantan quando, na verdade, a entidade ligada ao Governo de São Paulo não recebeu um centavo de Brasília pela produção da CoronaVac.

Ministério da Saúde

“(O governo federal/Ministério da Saúde) Alega que Pfizer quer “destruir o trabalho de imunização” com “imposições de mercado”. Eles querem OFERTAR VACINAS. Ou vc negocia com inteligência ou alternativa é imposições do Covid, que são muito piores para vida E TAMBÉM à economia, que é o que governo só finge que se importa”, afirma Conti.

Policial dos EUA é acusado pela morte do filho de 8 anos

Além disso, o governo federal lista entre os motivos por não ter fechado o acordo com a Pfizer-BioNTech eles não terem se responsabilizado o diluente da vacina. “Fui verificar no manual da vacina e O DILUENTE DA VACINA É SORO FISIOLÓGICO COMUM!!!!”, diz o economista. Veja a íntegra da thread, publicada no Twitter, abaixo.

Governo Federal @govbr emitiu uma nota oficial “explicando” por que não fizeram acordo com a Pfizer. Segue ponto a ponto as mentiras, erros lógicos, falta de bom senso, omissões e crimes dessa grande FARSA dessa nota. Segue o fio👇

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

Agora começa a nova das “cláusulas abusivas” que o governo tem reclamado sempre que pressionado. Vamos ver o que eles dizem… pic.twitter.com/vaUukKrebU

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

Fundo garantidor e formas internacionais de pagamento e resolução de disputas estão sendo feitas pelo mundo todo. Até União Europeia precisou fundo garantidor e financeiras, imagina Brasil. Normal. Tom nacionalista da nota faz para parecer extraordinário. https://t.co/l6kRQlObc2 pic.twitter.com/4294HSCDLy

1º lote de quase 10 mil vacinas da Pfizer-BioNTech chega a Portugal

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

Nºs de entrega alegados na nota destoam de notícias anteriores. Mas mesmo assumindo verdadeiros, 500 mil doses em grupos prioritários desde o ano passado e 2 milhões no começo do ano salvariam milhares de brasileiros, zero motivos para quem tem tão pouco como nós recusar. pic.twitter.com/sURTGlkiAt

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

Responsabilidade civil é complexo. Tenho artigo no Jota e fio no twitter explicando quem interessar. Resumo: é normal, já existe para outras vacinas há 30-40 anos, é recomendação da OMS e não traz prejuízo para cidadão, ele pode ser indenizado por fundo mais rápido e previsível. pic.twitter.com/j5oeGmQKqf

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

Aqui links para discussão da responsabilização de laboratórios produtores de vacina. O governo deveria estar melhor assessorado e saber que são cláusulas padrão, antigas e eficientes no mundo desenvolvido.

No site: https://t.co/KjcTT2CvCG

Fio do twitter:https://t.co/KOfUh7gc9D

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

Aqui talvez a parte mais mentirosa de todas. Governo alega que não fez acordo com a Pfizer-BioNTech porque já tinha acordo com Butantan. Mas ele NÃO tinha acordo com Butantan em junho, nem setembro, nem outubro. Até ontem não ainda não pagou R$1 ao Butantan! Uma FARSA! pic.twitter.com/3XWu2vMgnG

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

Alega que Pfizer quer “destruir o trabalho de imunização” com “imposições de mercado”. Eles querem OFERTAR VACINAS. Ou vc negocia com inteligência ou alternativa é imposições do Covid, que são muito piores para vida E TAMBÉM à economia, que é o que governo só finge que se importa pic.twitter.com/LFOnfL0Aor

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

O Plano Nacional de Imunização (PNI) foi feito com imenso atraso pelo governo. Até DIAS atrás o programa não tinha sequer datas para começar. As negociações com a Pfizer começaram EM JUNHO. Não faz sentido dizer que lá atrás a oferta era incompatível com um plano que nem existia. pic.twitter.com/JcZRKoMGhg

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

CEREJA DO BOLO: Governo Federal elenca entre os motivos para não fazerem acordo com a Pfizer-BioNTech eles não terem se responsabilizado o diluente da vacina. Fui verificar no manual da vacina e O DILUENTE DA VACINA É SORO FISIOLÓGICO COMUM!!!! https://t.co/RMeOFMvkYG pic.twitter.com/E3keZOU6Jq

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

Na mesma toada de não comprar vacina porque não quer fornecer SORO FISIOLÓGICO, governo também coloca como impedimento a REPOSIÇÃO de GELO SECO. Pfizer-BioNTech inventam vacina para vírus novo em 6 meses e vocês não conseguem fazer gelo seco em 12 meses enfia a cara num buraco pic.twitter.com/cb0OVBZ3X3

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

E finalizam a nota cínica e mentirosa voltando com papo furado da vacina Pfizer-BioNTech não ter sido aprovada ainda pela Anvisa, quando foi amplamente noticiado que Governo é que colocou impedimentos adicionais para essa aprovação o ano inteiro. Desrespeito total com o cidadão. pic.twitter.com/miOzlQBkdp

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

Fico preocupado que essa nota além de declarar oficialmente incompetência do governo nos acordos de vacina, também é péssima sinalização para futuras negociações. Quem vai negociar com alguém sem disposição a ser razoável, mas que está disposto a mentir publicamente nessa escala?

— Thomas Conti #TodosPelasVacinas (@ThomasVConti) January 24, 2021

Fonte: jornalggn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *