Prefeito transfere gabinete para sede da Secretaria de Saúde

Com foco prioritário nas medidas de enfrentamento à pandemia da

Covid-19, o prefeito José Carlos do Pátio transferiu  nesta quinta-feira (18)  o seu gabinete à Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Todos os despachos e atendimentos do prefeito  nos próximos dias serão realizados na sede da pasta localizada no Jardim Santa Marta, afim de agilizar os procedimentos para a ampliação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e nos leitos intermediários, ampliando assim a capacidade de atendimento.

“Resolvi transferir meu gabinete para cá (Secretaria de Saúde) para acompanhar in loco e dar mais celeridade nos procedimentos que estamos tomando para ampliar a capacidade de atendimento dos rondonopolitanos acometidos pela Covid-19, como, por exemplo, a instalação de mais leitos de UTIs, de leitos intermediários (Semi-intensivos)  e a  contratação de mais médicos plantonistas para UPA”, disse o prefeito.

“Eu irei despachar da Secretaria até que estas questões pontuais estejam resolvidas. Estando na secretaria poderei acompanhar mais de perto o andamento das medidas que estamos tomando”, destacou José Carlos do Pátio, que, inclusive, se reuniu na tarde desta quinta-feira com os secretários Rodrigo Silveira e Carla Carvalho, responsáveis pelas pastas das Finanças e Gestão de Pessoas, respectivamente.

“Estamos trabalhando muito para não ter que chegar na situação de colapso e ter que fechar a cidade (decretar  lockdown)”, destacou Pátio. As “questões pontuais” a que se refere o prefeito são a contratação de mais médicos plantonistas e a contratualização à instalação de mais leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) e de leitos intermediários (semi-intensivo), que serão custeados com recursos próprios do município. O valor estimado investido mensalmente com essas medidas é em torno de R$ 2 milhões.

Veja Mais:  Portaria Interna da Secretaria de Saúde garante transparência na vacinação da Covid-19

“O aumento do número de casos e, consequentemente, internações e óbitos provocados por essa doença, nos preocupa muito. Por isso, estamos tomando as medidas necessárias para ampliar o número de leitos intermediários que temos na UPA, passando de 15 para 20, além de finalizar os procedimentos à instalação de 10 leitos de UTI no Hospital Municipal de Retaguarda Antônio Muniz”, comentou José Carlos do Pátio.

“Iniciamos  também uma conversa à locação de mais 10 leitos de UTIs para serem instalados na Santa Casa e atender exclusivamente pacientes de Rondonópolis. Essas medidas que estamos tomando irão fortalecer o atendimento da população da nossa cidade, bem como garantir a disponibilidade de mais vagas também para os moradores de outros municípios da região que precisarem de atendimento aqui”, complementou.

De acordo com o prefeito, no momento, não existe tema mais importante do que buscar providências para a Saúde de Rondonópolis. “Vamos tomar todas as medidas possíveis para fortalecer o atendimento ao cidadão e evitar que a cidade entre colapso e, com isso, tenhamos que fechar tudo (lockdown)”, reafirmou.

Ele revelou ainda que é uma decisão de governo, “se tiver que parar alguma obra, nós vamos parar para garantir os investimentos necessários à ampliação dos serviços de atendimento da nossa população acometida pela Covid-19″.

Veja Mais:  Coder inicia limpeza de ruas e avenidas retirando terra e lama da enxurrada das chuvas

Fonte: portalmt

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *