Podcast WTW #07: Liderança, startups e empreendedorismo

Bárbara Sacchitiello 10 de março de 2021 – 7h34

(Crédito: Divulgação)

Como parte do projeto Women to Watch, que desde 2013 destaca as mulheres da indústria de comunicação, mídia e marketing, Meio & Mensagem estreia a terceira temporada da série de podcasts que visa colocar em debate os desafios e oportunidades que compõem o cotidiano das mulheres no mercado de trabalho.

Desta vez, os seis episódios da temporada abrem espaço para CEOs e líderes de empresas de vários segmentos compartilharem suas estratégias de gestão e analisarem como a indústria e a sociedade poder ser mais inclusivas e convidativas para que as mulheres ocupem os espaços de poder de forma mais acelerada.

O episódio de estreia, que já está disponível no Spotify, Deezer, Google Podcasts e demais plataformas agregadoras, traz Camila Farani, CEO da G2 Capital, uma boutique de investimentos em startups. Carioca, Camila muito cedo se voltou ao universo do empreendedorismo e colocou como uma de suas principais metas auxiliar o desenvolvimento de empresas e negócios conduzidos por outros mulheres. Uma das principais investidoras-anjo do País, Camila também é membro do programa Shark Tank Brasil, exibido pelo canal Sony.

Em 2020, a temporada de podcasts Women to Watch abriu espaço para discussões sobre temas que permeiam a jornada profissional feminina e que acabam sendo cruciais para o desenvolvimento de carreiras, como maternidade, criatividade e inovação. Os seis episódios da temporada anterior também estão disponíveis nas principais plataformas agregadoras e na área de podcasts do site de Meio & Mensagem. Ouça o episódio:

Fonte: meioemensagem

Leia Mais:

O que esperar dos novos prefeitos e do ensino no pós-pandemia

Fenômeno dos jogos, Roblox abre capital nesta quarta-feira – mas sem IPO

NOTA DE REPÚDIO DO FÓRUM SINDICAL MUNICIPAL DE CUIABÁ CONTRA CAMPANHA DIFAMATÓRIA DO GOVERNADOR DO ESTADO CONTRA OS SERVIÇOS DE SAÚDE DA CAPITAL

AS 5 MAIORES PANDEMIAS DA HISTÓRIA

Teremos o março mais triste de nossas vidas’, prevê Margareth Dalcolmo, da Fiocruz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *