Oposição vai ao STF contra governo por lentidão

Cinco partidos ingressaram no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma ação, na noite desta quinta-feira (11), contra o governo Bolsonaro por conta da lentidão da vacinação contra a covid-19 no Brasil. O país imunizou até agora menos de 5% dos brasileiros.

No documento, assinado pelas siglas PT, PSB, PSOL, PCdoB e Cidadania, o grupo pede que a Corte obrigue o governo federal a adotar as medidas cabíveis para adquirir vacinas para todo o contingente nacional.

Os partidos sugerem que haja abertura de crédito suplementar para a compra ou transferência de recursos da União diretamente para estados e municípios para viabilizar a obtenção do produto. O pedido será relatado pelo ministro Ricardo Lewandowski.

Os signatários da ação destacam a preocupação com a conduta do Ministério da Saúde, que tem alterado frequentemente a previsão no envio de lotes das vacinas aos estados.

Eles também pedem ao STF que o Ministério da Saúde (MS) seja obrigado a garantir as condições logísticas necessárias para que o material seja distribuído aos demais entes federativos logo após a compra do produto. Os partidos solicitam que toda a população seja vacinada até o final de 2021.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tem feito alertas sobre a baixa cobertura vacinal que o Brasil tem até agora na pandemia.

O ritmo adotado pela gestão Bolsonaro neste início da imunização fez especialistas da instituição calcularem, nas ultimas semanas, que o país pode concluir o processo somente em 2024, caso mantenha a velocidade adotada hoje.

Edição: Poliana Dallabrida

Fonte: brasildefato

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *