O gari também é linha de frente do combate ao Covid-19

O gari também é linha de frente do combate ao Covid-19

por Fábio José Tardin*

Sabemos que o gari é uma profissão importante, porém é desvalorizada em relação ao salário e condições de trabalho. Eles são exemplos fundamentais para a saúde ambiental de uma cidade. De fato, as doenças relacionadas ao lixo formam uma extensa lista, mas o reconhecimento do trabalhador que cuida do lixo não é tão óbvio para a maioria das pessoas.

Diante dessa situação, a Câmara Municipal de Várzea Grande, aprovou a lei n°4723/2021, que autoriza a prioridade dos garis e coletores de lixo e demais profissionais responsáveis pela limpeza urbana da cidade, na vacinação contra o Covid-19. Esse projeto foi idealizado por este vereador que vos fala.

Já fui gari do nosso município e sei bem das dificuldades e dos riscos que estes profissionais passam no dia a dia, a questão da invisibilidade desses trabalhadores e a falta de valorização precisam ser postos em pauta.

Há uma discriminação que vai além do preconceito de classe, uma carga negativa e depreciativa de serem trabalhadores que mexem com o que queremos esconder ou afastar. Muitas vezes eles coletam lixo residenciais de pessoas que estão contaminadas. Esta categoria está exposta a doença e por isto a imunização é primordial a estes profissionais que também estão na linha de frente contra o Covid. Várzea Grande vem avançado na vacinação e queremos ampliar ainda mais os números de vacinados.

Várzea Grande conte comigo!!!

*Fábio José Tardin – Fabinho (DEM) é presidente da Câmara Municipal e vereador por Várzea Grande.

Fonte: vgnoticias

Leia Mais:

vacina já - sisma-mt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *