Manutenção em plataforma da Petrobras levará a perda de 3,5 mil MW

Manutenção em plataforma da Petrobras levará a perda de 3,5 mil MW

O sistema de energia elétrica do Brasil vai perder cerca de 3,5 mil megawatts por 1 mês a partir do dia 15 de agosto. Isso porque a Petrobras vai fazer uma parada programada para manutenção da plataforma de Mexilhão e do gasoduto Rota 1, que escoa gás natural produzido em plataformas do pré-sal da Bacia de Santos para termelétricas da estatal e também de terceiros.

A parada preocupa o governo, que chegou a procurar a Petrobras para tentar adiar o procedimento, mas sem sucesso.

A perda desse fornecimento de energia acontece em um período em que os reservatórios para geração de energia de hidrelétricas estarão nos níveis mais baixos no ano e as termelétricas devem ser acionadas a toda potência.

Em nota, a Petrobras disse que “a intervenção possibilitará a manutenção preventiva e a realização de melhorias nas instalações, garantindo a continuidade e a segurança nas operações de escoamento e fornecimento de gás natural no país”.

A estatal também confirmou na mesma nota a redução da demanda de gás dessas térmicas, mas ressaltou que “o cronograma de paradas das termelétricas foi articulado antecipadamente com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), buscando o mínimo impacto possível ao setor”.

O Poder360 apurou que a estatal vai manter a manutenção da plataforma Mexilhão e do gasoduto Rota 1 não só para cumprir um cronograma, mas também por se apoiar na visão da equipe técnica, que vê como um risco muito maior ao consumidor uma possível incapacidade futura de escoar gás caso a manutenção não seja feita em agosto.

O Poder também apurou que o ONS procurou a Petrobras para entender as razões da parada.

Procurada, a entidade respondeu, via assessoria, que ainda não tem informações sobre o assunto.

Fonte: poder360

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *