Líder do governo Bolsonaro diz, em meio à maior tragédia da história do Brasil, que a situação é até confortável

Ricardo Barros em Brasília 27/03/2018 (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

Líder do governo Bolsonaro diz, em meio à maior tragédia da história do Brasil, que a situação “é até confortável”

O deputado Ricardo Barros (PP-PR) buscou atenuar a maior tragédia humanitária da história do Brasil, dizendo que o número de infectados por milhão é relativamente baixo e que o número de pessoas imunizadas é alto. 2.842 pessoas morreram pela Covid-19 somente nesta terça.

O líder do governo Bolsonaro na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), buscou atenuar a maior tragédia humanitária da história do Brasil.

Diante do recorde de mortes diárias (2.842) estabelecido nesta terça-feira (16), Barros disse que a situação do país é “até confortável”.

“Olhe bem a estatística, mortes por milhão, ou seja, o cuidado do sistema de saúde com as pessoas. Reino Unido, 1.853 [mortes por milhão], em 4º lugar. Estados Unidos, 1.609 por milhão, em 11º. Brasil, 1.300 mortes por milhão, em 22º lugar”, afirmou Barros ao G1.

“Então, nosso sistema de saúde responde, está melhor no tratamento as pessoas do que a maioria dos países de primeiro mundo que estão na nossa frente em número de vacinados, mas o Brasil é o 5º do mundo em número de vacinados. Embora tenha começado mais tarde, já são 10 milhões e 300 mil vacinados e 11 milhões e 600 que já pegaram Covid e estão imunes, então, a nossa situação, ela não é tão crítica assim. Comparada a outros países, é uma situação até confortável”, completou o deputado.

Fonte: brasil247

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *