Informação, reflexão e conscientização

| Foto: FreepikOuça este conteúdo

É fato o quanto a Pandemia mudou a vida de todos, desde março até o mês de dezembro de 2020 e desta forma o quanto está impactando na saúde física e mental de muitas pessoas, assim como, interferindo na saúde do ambiente de trabalho e familiar.

Como suportar um inimigo (covid-19) invisível, onde todos ficam vulneráveis, diante de uma infecção que surge de forma desigual e assustadora deixando a todos reféns?

Embora a perseverança seja forte em todos, entendemos os impactos provocados pelo COVID-19 como sendo temerosos. As Famílias e Instituições de Ensino se reinventaram, a cada dia, porém, a insegurança invadiu vários membros das famílias em virtude da situação de vulnerabilidade, causando quadros de sofrimento intenso, medo, ansiedade e depressão. A desigualdade social, à falta de esclarecimento de muitos, faz com que para cada pessoa a compreensão e a experiência vivida sejam diferentes. E assim, a procura intensa pelos profissionais que trabalham com saúde mental. A necessidade do distanciamento e/ou isolamento social, em virtude do COVID-19, fez com que a sobrecarga do trabalho, através do trabalho remoto, muitas vezes, por um tempo de trabalho interminável interferisse de forma significativa na qualidade de vida pessoal e profissional levando muitas pessoas a fragilidade extrema.

A vida é dinâmica e para muitas pessoas a sensação de que tudo parou, de repente tudo parou, o mundo inteiro parou e assim, a importância neste momento de maior compreensão das pessoas se reinventarem através da criatividade, da resiliência, da união, do amor a família e da VIDA.

Em nosso País é expressiva a falta de FOCO na resolução dos problemas que se agravam, a cada dia, principalmente no que se refere a SAÚDE e EDUCAÇÃO, em troca de questões meramente políticas. A situação de muitos empreendedores e administradores ficou frágil, criando uma instabilidade financeira e com isso, o estresse.

A Informação chega ao público, porém, não havendo a reflexão, logo, não há conscientização dos fatos de forma eficaz e efetiva. Se desta forma acontecesse, com certeza, já estaríamos com um número de infectados pelo COVID-19 abaixo do que hoje os números apontam. Desta forma, entendo o quanto precisaremos trabalhar para uma EDUCAÇÃO para todos, para que de fato a conscientização aconteça.

No consultório reforço aos meus pacientes à importância de cada membro de uma família cuidar-se para si e para o outro. Obter um bem-estar maior, saúde física e emocional em equilíbrio, pois, se cada pessoa cuidar de si mesmo, obterá condições físicas e emocionais para cuidar das pessoas que estão em sua volta (filhos, marido, mãe, pai, irmãos etc.).

Para 2021 muitas são as prioridades. Administrar o hoje é o mais importante, um dia de cada vez, para uma análise significativa e um olhar construtivo para a ressignificação de alguns paradigmas, valores ou crenças limitantes.

Crianças e adolescentes, em casa, merecem organização e planejamento, assim, será importante uma rotina saudável com planos recreativos e pedagógicos definidos. Limites, normas e regras claras, também, serão muito bem-vindos. Em casos de sobrecarga de atividades aos pais, importante será delegar para um apoio psicopedagógico, para que possa ajuda-los neste momento de fragilidades.

Sendo a Escola uma extensão de casa, será muito importante a disciplina em casa para que no momento do retorno às aulas, crianças e adolescentes voltem a compreender e admirar a dinâmica da Escola, sem maiores conflitos. Havendo a necessidade de mediação de conflitos seja na esfera individual, casal ou familiar, importante procurar a ajuda de um profissional especializado para o resgate e/ou promoção de harmonia e assim, gerando bem-estar maior para todos.

Referente às Instituições de Ensino são várias as Escolas particulares preparadas para à retomada das aulas presenciais, com reestruturação de infraestrutura, apoio pedagógico e psicopedagógico, atendimento as demandas sanitárias com protocolos bem definidos, orientação aos pais através de palestras online, ou seja, as Escolas já estão preparadas para a nova realidade e assim, retorno às aulas.

O ano de 2021 será mais um ano de muitos desafios, porém, todos precisarão estar preparados para o NOVO e para aquilo que serão as mudanças adaptativas e assertivas, seja na esfera de trabalho, no convívio familiar e social, na realidade da Escola atual, sempre com os cuidados que o momento merece, visando segurança e o bem-estar para todos. Estamos nos despedindo de 2020 com muitos aprendizados, e assim, vislumbrando por um ano novo com maior tranquilidade, saúde e realizações para todos.

*Texto escrito por Rocimar Santos Oliani, Psicóloga e Psicopedagoga, Consultora e Assessora Educacional – RSO Consultoria Educacional e de Comunicações Conselheira da Diretoria de Ensino do SINEPE PR Apresentadora EDUCAÇÃO NO AR Coordenadora Psicopedagógica do Grupo Educacional ITECNE e Madalena Sofia. O SINEPE/PR colabora voluntariamente com o Instituto GRPCOM no Blog Educação e Mídia.

Educação e Mídia

Fonte: gazetadopovo

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *