Igreja Presbiteriana do Brasil orienta pastores a evitar ‘apoio ostensivo a partidos políticos’

A Igreja Presbiteriana do Brasil emitiu uma nota orientando que seus pastores e autoridades evitem apoiar partidos políticos e que as igrejas não sejam locais para “debates ou apresentações de cunho político”.

A manifestação foi feita após um pastor da Igreja Presbiteriana Central de Londrina pedir aos fiéis que assinem o apoio à criação da Aliança pelo Brasil.

“Em resolução de sua reunião ordinária em 1990, o Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil orienta seus concílios em geral que evitem apoio ostensivo a partidos políticos e que as igrejas não cedam seus templos ou locais de culto a Deus para debates ou apresentações de cunho político.”

PÁGINA DO ESTADO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *