Governador ameaça remanejar recurso do BRT de Cuiabá para outro município

Recurso do BRT de Cuiabá, o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou, hoje, que se não conseguir implementar o BRT (ônibus de trânsito rápido) em Cuiabá, o recurso do modal será destinado para outros municípios de Mato Grosso. A fala do gestor se deu em resposta à negativa do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que se recusa a abandonar o projeto original do Veículo Leve Sob Trilhos (VLT).

Recurso do BRT de Cuiabá

 “Se o prefeito não quiser, e se não encontrarmos uma maneira de sobrepor essa autoridade que ele tem, nós vamos fazer esse investimento em outro município. Isso é recurso do governo do Estado. Os R$ 430 milhões, se tiver financiamento nós vamos usar. Mas nós temos dinheiro em caixa. Do meu caixa para usar. Eu, como governador, tenho a prerrogativa de dizer, junto com a nossa Assembleia Legislativa, onde nós vamos fazer e queremos fazer em Cuiabá, e nós vamos seguir com isso até o limite, mas se não conseguirmos não vai faltar cidade”, disse o chefe do Executivo.

De acordo com Mendes, não existe impasse com o emedebista e, segundo ele, os municípios de Cuiabá e Várzea Grande foram convidados para fazerem parte do processo de estudo de viabilidade do novo meio de transporte. “Vai ter um momento para que a prefeitura se pronuncie. Eu já disse que se ele disser que não quer o BRT nós vamos tomar as providências cabíveis”, explicou.

O governador ainda enfatizou que não irá esperar Emanuel Pinheiro para tomar uma decisão que impacta na vida da população. “Eu não vou ficar esperando a boa vontade do prefeito de Cuiabá pra fazer as coisas, ele não tem argumento nenhum pra dizer que é contra o BRT. A decisão é técnica já foi tomada”, afirmou Mendes.

Conforme Só Notícias já informou, a secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística apresentará nesta sexta-feira, às 15h, aos representantes técnicos das prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande, o plano funcional da rede integrada do transporte coletivo para a  implantação do BRT. O convite já foi enviado para os prefeitos de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, e de Várzea Grande, Kalil Baracat, para indicação dos técnicos e participação na reunião, que acontece na  Sinfra.

Segundo divulgado pelo governo estadual, o objetivo é apresentar o plano funcional e as modificações necessárias “para adequar toda a rede de transporte coletivo ao BRT, a fim de garantir conforto, agilidade e facilidade de locomoção dos usuários”.

Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo/arquivo)

Fonte: sonoticias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *