Força Nacional ficará até 28 de fevereiro em terra indígena de MT para auxiliar no combate à pandemia

[faceturbo]

REUTERS/Ueslei Marcelino

A Força Nacional de Segurança Pública vai permanecer até 28 de fevereiro de 2021 na Terra Indígena Enawenê-Nawê, localizado no município de Juína (a 737 km de Cuiabá) para garantir a segurança do local em relação ao combate a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A autorização de permanência consta em Portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (29.12).

Em 20 de novembro deste ano, o Ministério da Justiça autorizou o enviou da Força Nacional na comunidade indígena para dar apoio à Fundação Nacional do Índio (Funai), que é responsável pelo apoio logístico, para dar efetividade ao “Plano de enfrentamento e monitoramento da Covid-19 para Povos Indígenas Brasileiros”, no âmbito da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF).

Inicialmente o uso da Força Nacional seria pelo prazo de 41 dias, entre os dias 20 de novembro a 31 de dezembro. Agora com a prorrogação, os militares irão ficar mais 59 dias na terra indígena mato-grossense.

“Autorizar a prorrogação do emprego da Força Nacional de Segurança Pública, em apoio à Fundação Nacional do Índio, nas atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado, a contar de 1º de janeiro de 2021 a 28 de fevereiro de 2021, nas barreiras previstas no “Plano de Barreiras Sanitárias para os Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato”, no âmbito da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 709/DF, na Terra Indígena Alto Rio Negro, situada no Município de São Gabriel da Cachoeira – AM, e na Terra Indígena Enawenê-Nawê, situada no Município de Juína – MT, mediante as atuações que se fizerem necessárias ao cumprimento desta finalidade”, diz trecho da publicação.

Fonte: vgnoticias

Se Liga Cidadão – Em Defesa do Trabalhador!

[/faceturbo]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *