Foguete chinês cairá na Terra no próximo sábado, só não se sabe onde

Foguete chinês cairá na Terra no próximo sábado, só não se sabe onde

Um foguete usado pela China para lançar em órbita o módulo principal da primeira estação espacial permanente do país deve voltar à Terra no próximo sábado, dia 8, em um local desconhecido. A informação é de um comunicado do porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Mike Howard.

A agência espacial da China ainda não disse se a parte central do enorme foguete Long March 5B está sob controle ou fará uma descida descontrolada. Detalhes básicos sobre o foguete e sua trajetória são desconhecidos porque o governo chinês ainda não comentou publicamente sobre a reentrada.

O comando espacial americano está rastreando a trajetória do foguete. O 18º Esquadrão de Controle Espacial dos EUA fornecerá atualizações diárias sobre sua localização por meio do site Space Track.

A maior parte dos detritos espaciais são queimados na atmosfera. No entanto, o tamanho do foguete, de 22 toneladas, aumentou a preocupação de que alguns de seus pedaços maiores podem retornar à atmosfera e causar danos se atingirem áreas habitadas.

Jonathan McDowell, especialista do Centro de Astrofísica da Universidade de Harvard, esclareceu ao canal CNN que a situação “não é o fim dos dias”. “Não acho que as pessoas devam tomar precauções. O risco de alguém bater ou se machucar é muito pequeno. Não é desprezível, pode acontecer, mas o risco de bater em você é incrivelmente pequeno”, disse à emissora.

McDowell explica que apontar para onde os destroços podem se dirigir é quase impossível neste ponto devido à velocidade com que o foguete está viajando. Ainda assim, ele falou que o oceano continua a ser a aposta mais segura sobre onde os destroços irão pousar porque ocupa a maior parte da superfície da Terra.

“Se você quer apostar onde algo vai pousar na Terra, aposte no Pacífico, porque o Pacífico é a maior parte da Terra. É simples assim”, disse McDowell.

A organização sem fins lucrativos Aerospace Corp. acredita que os destroços vão atingir o Pacífico perto do Equador depois de passar por cidades do leste dos EUA. Sua órbita cobre uma faixa do planeta que vai da Nova Zelândia a Terra Nova (Canadá).

O foguete Long March 5B carregou o módulo principal de Tianhe, ou Harmonia Celestial, em órbita desde 29 de abril. A China planeja mais 10 lançamentos para transportar partes adicionais da estação espacial

Destroços descontrolados

Um foguete chinês de 18 toneladas que caiu em maio do ano passado foi o entulho mais pesado a cair sem controle na Terra desde a antiga estação espacial soviética Salyut 7, em 1991.

A primeira estação espacial da China, Tiangong-1, caiu no Oceano Pacífico em 2016 depois que Pequim confirmou que havia perdido o controle dela. Em 2019, a agência espacial controlou a demolição de sua segunda estação, Tiangong-2, na atmosfera.

Em março, destroços de um foguete Falcon 9 lançado pela empresa de aeronáutica norte-americana SpaceX caíram na Terra em Washington e na costa do Oregon, nos EUA.

Fonte: exame

Leia Mais:

vacina já - sisma-mt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *