Donos de academias protestam contra fechamento em BH

Donos de academias protestam contra fechamento em BH

[faceturbo] A- A+

Donos de academias protestam contra fechamento em BH na manhã desta sexta-feira (8) contra o decreto da prefeitura que proíbe o funcionamento de serviços não-essenciais a partir da próxima segunda (11).

O grupo se reuniu na porta da Prefeitura de BH e chamou a atenção de quem passava pela avenida Afonso Pena. Uma das manifestantes, Emanuele Lelis, é gerente de uma academia. Ela discorda da lista de atividades essenciais divulgadas pelo Executivo e acredita que o setor também deveria ficar aberto.

— Nós vendemos saúde para a população. Já foi constatado que as pessoas sedentárias são menos resistentes a covid-19.

Veja: Fechamento do comércio em BH deve durar até o fim de janeiro

A revolta não atinge apenas os funcionários de academias, mas também os lojistas que foram impactados com o novo decreto do prefeito Alexandre Kalil (PSD). A comerciante Larissa Ribeiro é dona de uma loja de roupas no Centro da capital e acredita que a prefeitura deveria ter adotado um rodízio entre os setores comerciais.

— Por que ele não fez um rodízio? Quem está aqui no comércio não está trazendo o vírus. O problema são as pessoas que vieram da praia depois do réveillon.

Grupo se reuniu em frente a Prefeitura de BH
Grupo se reuniu em frente a Prefeitura de BH

Grupo se reuniu em frente a Prefeitura de BH

Reprodução / Record TV Minas

Crise e preocupação A pandemia da covid-19 e as idas e vindas na flexibilização comercial impactaram diretamente no desempenho das empresas da capital mineira. Uma pesquisa realizada pelo Sindilojas-BH (Sindicato do Comércio Lojista de Belo Horizonte) aponta que 85% das micro, pequenas e médias empresas tiveram queda nas vendas de dezembro de 2020 em relação a 2019. Pelo menos 90% delas fecharam o ano passado com prejuízo.

Veja o que pode abrir em BH a partir do dia 11 de janeiro

Segundo o presidente do Sindilojas-BH, Nadim Nonato, metade dos comerciantes acredita que 2021 será um ano melhor. Para ele, a recuperação está diretamente ligada à vacinação contra a covid-19, mas o efeito não deve ser imediato.

— A questão da vacina não avança tão rápido a ponto de tranquilizar o comerciante. A perspectiva de crescimento é para o segundo semestre, quando grande parte da população deve estar vacinada.

Donos de academias protestam contra fechamento em BH

Apesar das dívidas e do medo de ir à falência, o fechamento do comércio pode até mesmo gerar uma recuperação mais rápida e efetiva. Segundo o economista Rafael Ribeiro, os países europeus que tiveram um lockdown mais restrito conseguiram recuperar sua economia de forma mais ágil.

— Economias europeias que fizeram uma abertura gradual tiveram uma retomada mais rápida. A mesma coisa aconteceu com os países que flexibilizaram o comércio após o pico da primeira onda da covid-19.

 

Fonte: noticias.r7

Auxilie na divulgação das matérias e luta em prol do trabalhador colaborando com o site, você pode auxiliar na continuidade dessa luta!

projeto Colaborativo Se Liga Cidadão foi pensado e desenvolvido em defesa do trabalhador brasileiro, não sendo parte do projeto a veiculação de publicidade governamental para que o site não se torne subserviente a grupos, portanto sobrevive através de doações voluntárias onde os colaboradores (individual ou pequenos empresários) recebem sempre um bônus em troca de sua gentileza em auxiliar a manutenção do canal de comunicação, seja em créditos para adquirir produtos digitais na loja Espia Aqui (www.espiaaquiloja.com) ou descontos em cursos online na Espia Aqui Cursos (www.espiaaquicursos.com.br), para uso próprio ou de colaboradores das empresas parceiras.

Conheça Clicando Aqui!

Se Liga Cidadão – Em Defesa do Cidadão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *