Defensores públicos dizem que liminar de Fux que derrubou juiz de garantias extrapolou – PÁGINA DO ESTADO

Defensores públicos saíram em defesa de Dias Toffoli e criticaram a liminar de Luiz Fux que derrubou a implementação do juiz das garantias.

Ao pedir ao STF para fazer parte das ações que discutem o instituto, a Associação Nacional dos Defensores Públicos disse que Fux extrapolou ao revogar a liminar de Toffoli, que havia prorrogado por seis meses a estruturação do juiz das garantias. Fux é o relator das ações.

Os defensores dizem que a liminar de Fux deve ser levada ao plenário.

“Cumpre reconhecer, sem qualquer dúvida, que a primeira liminar, do presidente Dias Toffoli, atendeu o requisito da urgência que autorizava a concessão da liminar, pois, caso contrário, as normas supostamente inconstitucionais entrariam em vigor poucos dias depois. No entanto, a segunda liminar, do vice-presidente Luiz Fux não encontrou mais o requisito da urgência, já que a vigência da lei supostamente inconstitucional fora afastada pela primeira liminar. De modo que a segunda liminar extrapolou a autorização regimental, razão porque deve ser submetida ao plenário como questão de ordem (artigo 13, VII, do Regimento Interno do STF)”.

Para a Anadep, a lei do juiz das garantias “pretende garantir a ordem constitucional brasileira, conferindo ainda mais exequibilidade aos princípios constitucionais que regulam o devido processo legal”.

Fonte: paginadoestado.com.br/defensores-publicos-dizem-que-liminar-de-fux-que-derrubou-juiz-de-garantias-extrapolou

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *