Coalizão Negra Por Direitos exige justiça

Coalizão Negra Por Direitos exige justiça

Nesta quinta-feira (13), Dia Nacional de Denúncia Contra o Racismo, a Coalizão Negra Por Direitos convoca manifestações em todo o país pelo fim do racismo, do genocídio negro, das chacinas e pela construção de mecanismos de controle social da atividade policial.

A mobilização exige justiça para as vítimas na Favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, e de todas as operações policiais que resultaram nas mortes nas favelas e comunidades do Brasil.

Em Porto Alegre, a manifestação será na Esquina Democrática, no Centro da cidade, a partir das 17h. A programação dos atos nos diversos estado do Brasil e também no exterior pode ser conferida no site da Coalizão.

“A chacina do Jacarezinho se insere no topo da lista de extermínios que marcam o triste e violento cotidiano das favelas do Rio de Janeiro e que escancara o racismo presente na sociedade brasileira”, afirma o movimento, em manifesto que conclama: “Nem bala, nem fome, nem covid. O povo negro quer viver!”.

O movimento cobra a responsabilização das forças policiais, do governador Cláudio Castro e do estado do Rio de Janeiro pela chacina. Reivindica ainda o fim do genocídio do povo negro, além de auxílio emergencial de R$ 600 até o fim da pandemia, direito da população negra à vacina contra o coronavírus pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e Fora, Bolsonaro.

Os atos do “13 de maio de lutas” são realizados por organizações que compõem a Coalizão Negra Por Direitos e entidades parceiras. As organizações dos protestos orientam a quem for participar para comparecer de máscaras, higienizar as mãos com álcool gel constantemente e manter, o quanto possível, o distanciamento social seguro.

Fonte: BdF Rio Grande do Sul

Edição: Marcelo Ferreira

Fonte: brasildefato

Leia Mais:

vacina já - sisma-mt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *