‘Cidade de SP tem capacidade de vacinar 600 mil pessoas por dia’, afirma secretário de Saúde

EFE/ FABIO MOTTAEdson Aparecido destacou que todas as pessoas com mais de 90 anos podem procurar os postos de saúde, sem maiores restrições

Cidade de SP – Idosos com mais de 90 anos podem se vacinar a partir desta sexta-feira, 5, na cidade de São Paulo. O secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, afirmou que essa antecipação foi possível porque todas as vacinas do lote conseguiram ser distribuídas nos postos. As 468 Unidades Básicas de Saúde do município estarão abertas das 7h às 19h. As pessoas acamadas podem solicitar a imunização à domicílio ou se dirigir a um dos cinco pontos drive thru a partir da próxima segunda-feira, 8: Neo Química Arena (Estádio do Corinthians), Estádio do Pacaembu, Pavilhão do Anhembi, Autódromo de Interlagos e Igreja Boas Novas da Vila Prudente. Neste sábado, 87 unidades de saúde também estarão abertas para a vacinação dos quase 33 mil idosos na faixa etária.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, Edson Aparecido disse que o grande gargalo que impede uma imunização massiva neste momento é a quantidade de vacinas disponíveis. “Temos apenas duas autorizadas, que é a CoronaVac e a da Oxford/AstraZeneca, apesar das outras estarem em um processo avançado. A medida que tivermos mais vacinas aprovadas e produzidas vamos conseguir ir em uma velocidade maior. A cidade de São Paulo tem capacidade, insumos e profissionais para vacinar 600 mil pessoas por dia. Mas com o gargalo do número de doses, foram estabelecidos critérios de prioridade.” No próximo dia 15 de fevereiro será iniciada a aplicação em idosos de 84 a 90 antos. A data tem a possibilidade de também ser antecipada.

Cidade de SP

Edson Aparecido destacou que todas as pessoas com mais de 90 anos podem procurar os postos de saúde, sem maiores restrições — ele só pede calma para não ter aglomeração. O secretário afirma que, até agora, não houve registro de reação. E, mesmo com mais de 300 mil doses aplicadas, ninguém se recusou a receber o imunizante. “Todo mundo está procurando se vacinar, a aceitação é praticamente total de quem se dirige à UBSs.” Para se vacinar, é importante levar um documento de identificação: CPF, carteira do Sistema Único de Saúde ou a carteirinha de vacinação. Ele pede que, de preferência, cada idoso procure um posto de saúde no município em que mora porque cada cidade recebeu a cota proporcional aos número de pessoas que devem ser vacinados — e que é importante ficar atento para receber duas doses da mesma vacina.

Fonte: jovempan

Leia Mais:

Mato Grosso | Governador e secretário de Saúde participam de ato de recebimento das vacinas do Ministério da Saúde nesta segunda (18)

Hospitais dos EUA jogam fora doses de vacina por falta de ‘público alvo’

Prefeito de Livramento libera evento com capacidade para 400 pessoas

País tem estrutura para vacinar 80 milhões contra covid-19 antes do inverno. Falta governo

Biden quer vacinar 100 milhões de pessoas nos primeiros 100 dias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *