Brasil registra mais 559 mortes por covid em 24h – Se Liga Cidadão

Este último domingo (20) antes das festas de final de ano marcou mais uma etapa na escalada nos casos de covid-19 pelo Brasil: houve novas 37.892 confirmações de infecção e mais 559 mortes nas últimas 24 horas. Os números partem do boletim mais recente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), que acompanha, dia a dia, a pandemia no país.

Entre as vítimas fatais está a atriz Nicette Bruno, de 87 anos, que faleceu neste domingo após complicações da doença.

O Brasil soma agora 7.238.600 casos de contaminação pelo vírus e 186.764 óbitos. As estatísticas das últimas 24 horas não incluem o estado de São Paulo, que não atualizou os dados junto ao sistema do Conass por problemas técnicos.

Com o novo levantamento, a média móvel de casos, referente aos últimos sete dias, está em 48.093 infecções. Já na escala de mortes o país contabiliza agora uma média móvel de 766 para a última semana. O número lembra estatísticas registradas no começo de setembro e no mês de maio, quando a pandemia também vivia uma crescente no país.

Vacina

Também neste domingo o prefeito eleito do Rio, Eduardo Paes (DEM), anunciou, em suas redes sociais, a assinatura de um termo de cooperação com o Instituto Butantan para a aquisição da vacina contra o novo coronavírus.

“Estive hoje com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e assinamos um termo de cooperação com o Instituto Butantã para a aquisição da vacina para o coronavirus. Entendemos que o ideal é que tenhamos um plano nacional de imunização – aquilo que pretendemos seguir, mas estamos preparando nossa rede de saúde para que ela possa atender os cariocas com a maior brevidade possível e sem riscos”, afirmou Paes no Twitter.

Os representantes carioca e paulista se reuniram, na noite deste sábado. No fim desta manhã, Doria postou em suas redes sociais um vídeo ao lado de Paes, que disse esperar começar a vacinação no Rio no fim de janeiro do próximo ano.

De acordo com o Conass, o estado do Rio de Janeiro registra 406.820 casos confirmados e 24.473 óbitos pela doença.

Saiba o que é o novo coronavírus

É uma vasta família de vírus que provocam enfermidades em humanos e também em animais. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que tais vírus podem ocasionar, em humanos, infecções respiratórias como resfriados, entre eles a chamada “síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS)”.

Também pode provocar afetações mais graves, como é o caso da Síndrome Respiratória Aguda Severa (SRAS). A covid-19, descoberta pela ciência mais recentemente, entre o final de 2019 e o início de 2020, é provocada pelo que se convencionou chamar de “novo coronavírus”.

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

Edição: Marina Duarte de Souza

Se Liga Cidadão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *