Brasil está entre os 30 países que pagam mais caro pela internet – Atualizada

O Cuponation, plataforma de descontos e integrante da alemã Global Savings Group, reuniu dados atualizados sobre o valor da internet ao redor do mundo em 2020. No primeiro semestre deste ano a companhia Numbeo, de levantamentos estatais, havia registrado uma lista com os 100 países com a internet mais cara do mundo. Com inclusão de 60 Mbps ou mais, dados ilimitados e cabo/ADSL mensais, o estudo apontou que o Brasil estava na 58º posição do ranking.

Com a economia brasileira fraca devido às condições de quarentena durante todo o ano, o Cuponation buscou pela atualização desta pesquisa, e o resultado não é animador: o Brasil caiu 16 posições, pousando na 74ª colocação da lista e cobrando cerca de R$113,70 pelo combo.

Pertencendo as 30 nações com a internet mais cara do mundo, o Brasil desembolsa cerca de 10, 87% do salário mínimo de cada brasiliero que se dispõe a pagar pela internet mensal – conforme dados do IBGE. Confira a pesquisa completa no infográfico interativo do Cuponation.

Um estudo divulgado pelo TIC Domicílios mostrou que em 2018 apenas 70% da população brasileira possuía acesso à internet. Sabendo que desde então os valores não se adequaram à remuneração do brasileiro, pode-se concluir que o Brasil não teve um avanço significativo na ingressão da internet nos lares brasilienses.

De volta ao ranking inicial, o Emirados Árabes Unidos é o país que ocupa o topo da lista, em que os cidadãos pagam por volta de R$510,59 pela internet. Catar e Omã seguem caminho nos segundo e terceiro lugares, pagando R$447,79 e R$417,28 pelo mesmo pedido, respectivamente. Pagando apenas R$48,45, a nação que se posiciona em último lugar é a Romênia.

Informática – Jornal Monitor Mercantil

Leia Mais:

Deputados de MT gastaram R$ 12 milhões com serviços de “closed caption” para TV

Ranking mostra os celulares com as melhores câmeras do mercado

Matrículas pela internet na rede estadual começam na 2ª feira

Motociclista fica ferido após se enroscar em fio de internet

Há pouca objetividade nos argumentos contra a Huawei(

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *