Bolsonaro tenta intimidar Anvisa por vacina para crianças

Bolsonaro tenta intimidar Anvisa por vacina para crianças

Bolsonaro atacou servidores da Anvisa durante ao vivo (foto: EPA)

15:29, 17 DezSÃO PAULO

ZGT

(ANSA) – O presidente da República, Jair Bolsonaro , voltou a atacar os servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) durante uma live realizada na noite desta quinta-feira (16) por conta da liberação das vacinas anti-Covid para crianças de 5 a 11 anos.

“Eu pedi extraoficialmente o nome das pessoas que aprovaram a vacina para 5 a 11 anos. Nós queremos divulgar o nome dessas pessoas. A responsabilidade é de cada um. Mas, agora mexe com as crianças, então quem é responsável por olhar as crianças é você, pai. Eu tenho uma filha de 11 anos de idade e vou estudar com a minha esposa bastante isso aqui “, disse ao vivo.

Enquanto Bolsonaro diz que não se vacinou contra uma doença, mas impôs sigilo de 100 anos em sua caderneta de vacinação, sua esposa, Michelle, revelou que foi imunizada durante uma viagem aos Estados Unidos.

Essa não é a primeira vez que o presidente ataca os servidores da Anvisa que, inclusive, pediram proteção por conta das constantes recomendações que oferecem por liberarem as doses para os adolescentes com mais de 12 anos.

Bolsonaro, por meio do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga , até conseguiu suspender a vacinação dessa faixa etária por um momento, mas o Supremo Tribunal Federal (STF) restabeleceu o direito dos jovens de se vacinar.

Atualmente, diversos países no mundo já vacinam as crianças contra a Covid-19 e também usam a fórmula da Pfizer / BioNTech, que é de 1/3 da quantidade da fórmula dos adultos. Entre eles, estão Estados Unidos e todos os países-membros da União Europeia. Já China e Chile, por exemplo, também usam um CoronaVac para esse grupo. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

vacina já - sisma-mt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *