Ataque cibernético à JBS pode ter vindo da Rússia, afirma Casa Branca

Ataque cibernético à JBS pode ter vindo da Rússia, afirma Casa Branca

 (JBS/Divulgação)

A administração do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, está em conversas com a Rússia após um ataque cibernético com “ransonware” que atingiu a processadora de carnes JBS e que parece ter como origem uma organização criminosa no país, disse uma porta-voz da Casa Branca nesta terça-feira.

A Casa Branca está coordenando esforços para responder ao ataque, que está sob investigação do FBI. As autoridades foram notificadas pela JBS sobre o ataque durante o fim de semana.

Entenda o caso

A JBS dos Estados Unidos foi alvo de um ataque hacker neste domingo, 30. Segundo a companhia, os ataques afetaram alguns de seus servidores que controlam os sistemas tanto dos Estados Unidos quanto da Austrália. A unidade da brasileira JBS na Austrália também foi atingida neste final de semana. As informações foram confirmadas pelo CEO da JBS Austrália, Brent Eastwood, ao portal Beefcentral no domingo. Segundo o site, as operações da empresa no Canadá e no Reino Unido também podem ter sido afetadas.

Segundo informações da JBS USA, a solução para o problema pode levar tempo, o que deve “atrasar certas transações com clientes e fornecedores”. A JBS também afirmou que não está ciente, até o momento, se dados de fornecedores, funcionários e clientes tenham sido comprometidos ou utilizados de maneira indevida.

Em nota, a companhia afirmou que tomou “medidas imediatas, suspendendo todos os sistemas afetados, notificando as autoridades e ativando a rede global da empresa de profissionais de TI e especialistas terceirizados para resolver a situação”. Os servidores de backup da empresa não foram afetados e a companhia está trabalhando com um grupo especializado para restaurar seus sistemas o mais rápido possível.

A JBS Austrália disse não poder especular sobre uma retomada das operações de processamento no país e afirmou que sua primeira prioridade era avaliar o impacto e a extensão do ataque, segundo a publicação. As operações de processamento, no entanto, seriam impossíveis sem o acesso normal a sistemas de TI e internet. Os negócios da Primo Smallgoods, da JBS no Estado de Queensland, também foram impactados.

(Com informações da Reuters)

Fonte: exame

Leia Mais:

vacina já - sisma-mt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *