Após avaliação, médicos descartam fazer cirurgia em Bolsonaro

Após avaliação, médicos descartam fazer cirurgia em Bolsonaro

Médicos informaram que ainda ‘não há previsão de alta’ (foto: EPA)

10:31, 04 JanSÃO PAULO

ZRS

(ANSA) – Um boletim médico divulgado nesta terça-feira (4) pelo Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, informou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, não precisará passar por uma nova intervenção cirúrgica.

De acordo com o boletim, o “quadro de suboclusão intestinal” de Bolsonaro “se desfez, não havendo indicação cirúrgica”. O hospital também informou que a evolução clínica do mandatário “segue satisfatória”, mas ainda “não há previsão de alta”.

O texto, que foi assinado pelos médicos Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo, Leandro Echenique, Ricardo Camarinha, Antônio Antonietto e Pedro Loretti, também informou que o presidente iniciará uma “dieta líquida”.

O médico-cirurgião Macedo, que operou Bolsonaro após a facada na campanha eleitoral de 2018, chegou a São Paulo pela manhã para avaliar as condições do presidente. O especialista precisou interromper suas férias nas Bahamas.

Desde a facada que levou, Bolsonaro foi submetido a quatro operações, sendo que a última delas aconteceu em setembro de 2019.

Bolsonaro encerrou suas férias no litoral de Santa Catarina e deu entrada no Hospital Vila Nova Star na madrugada da última segunda-feira (3), com quadro de obstrução intestinal. (ANSA).

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

vacina já - sisma-mt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *