Antibolsonarismo favorecerá Lula em 2022, diz cientista político Claudio Couto

(Foto: Reprodução)

Para o cientista político e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Claudio Couto, o antipetismo, apontado como alavanca para a eleição de Bolsonaro, hoje está enfraquecido

Após o ministro do STF Edson Fachin anular os processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato na última segunda-feira (8), ressurgiu a possibilidade do ex-presidente concorrer à presidência em 2022 e o cenário eleitoral ganhou novas projeções. A reportagem é da BBC Brasil.

O cenário causaria o inédito embate direto entre Lula e Jair Bolsonaro, tidos como dois dos principais personagens da recente polarização política vivida no país nos últimos anos.

Para o cientista político e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Claudio Couto, o antipetismo, apontado como alavanca para a eleição de Bolsonaro, hoje está enfraquecido. No ponto de vista dele, o espaço foi ocupado pela aversão ao atual presidente.

Para ele, o Brasil está num cenário onde “comparar Bolsonaro com o PT é favorável para o PT”.

Fonte: brasil247

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *