AMM decreta luto pela morte do engenheiro Leonardo

AMM decreta luto – A Associação Mato-grossense dos Municípios, conforme a resolução 007/2021, estabelece luto oficial de três dias, iniciando no dia 31 de janeiro a 02 de fevereiro, pela morte do engenheiro, Leonardo Martins Carvalho. As atividades internas e externas estão suspensas e retornam na quarta-feira, no dia 03 de fevereiro. No mesmo período, o hasteamento das bandeiras ficará à meio mastro, nos três dias de luto. A instituição demonstra condolências e expressão dos sentimentos de todos os colaboradores e também de todos os prefeitos filiados.

O engenheiro Leonardo Martins Carvalho, que estava internado com traumatismo craniano no Hospital Regional de Cáceres, morreu no domingo. Leonardo foi a segunda vítima fatal de um acidente na BR-070, que ocorreu nesta sexta-feira, no percurso entre Cuiabá e Cáceres. A outra vítima, engenheiro sanitarista Camilo Pio Saes, morreu no local do acidente. Anteriormente, a entidade também decretou luto oficial por três dias em memória do engenheiro Camilo.

AMM decreta luto

O veículo onde estavam os engenheiros capotou, após derrapar na pista, devido à aquaplanagem, no percurso próximo à Fazenda Jacobina. Além de Camilo e Leonardo, estavam na caminhonete Hilux, o motorista Heriky Franklinn Marques, o engenheiro Axcel Sales Lopes e a arquiteta Natacha Carvalho. Os demais ocupantes do veículo ficaram feridos, mas passam bem.

Eles retornavam de uma viagem a vários municípios da região no cumprimento dos seus afazeres, uma visita técnica para verificar obras nos municípios. Os engenheiros eram prestadores de serviço pela Oscip Instituto Blaise Pascal, que tem contrato com a Associação Mato-grossense dos Municípios para a elaboração de projetos para os municípios.

Fonte: AMM

Fonte: momentomt

Leia Mais:

Leonardo Rolim é nomeado presidente do INSS no lugar de Renato Vieira

Covid-19 leva Celson Carvalho, braço direito de Pátio

CSB Denilson: se as PECs 300 e 446 tivessem sido aprovadas, não teria greve na BA e RJ

Regina dos Santos, do MNU: “O Estado sempre nos põe de luto. Nosso povo morre todos os dias”

Ponte Preta derrota o Paraná e pressiona os integrantes do G4 da Série B

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *